Recife, Sexta-Feira, 25 de Setembro de 1998

Náutico busca se estruturar

O Náutico está se estruturando para ser o primeiro clube pernambucano a tornar-se uma Sociedade Anônima, como exige a Lei Pelé, a partir do ano 2000. Ontem, numa reunião onde estavam presentes o presidente do Conselho Deliberativo, Ricardo Breno (Cacá) e demais diretores, o presidente Josemir Correia, assinou uma carta de intensões e exclusividade com a Goal Company, empresa de marketing, que dentro de dez dias começará a trabalhar para fazer um raio-X do clube, no sentido de viabilizar um projeto de parceria com uma empresa privada.

Carlos Sá, diretor acionista da Goal Company, acompanhado pelos também integrantes da empresa Flávio e Cristóvão Oliveira, percorreu todas as dependências dos Aflitos, fazendo uma análise do patrimônio do clube. Ao final da vistoria, disse que gostou do que viu. Ele salientou o fato de mais de 100 crianças estarem treinando na escolinha de futebol do clube.

"Nós vamos desenvolver um trabalho de análise, ou seja, apanhar todos os dados do Náutico, como utilizar seu patrimônio, como deve funcionar sua diretoria, fazer um acompanhamento dos atletas, em resumo, tudo sobre a agremiação, para depois mostrarmos o projeto às firmas interessadas em investir para tornar o clube numa S/A. O clube é quem vai decidir qual o grupo lhe servirá melhor, para então assinar o projeto", afirmou Carlos Sá.

Segundo o presidente Josemir Correia, o trabalho está sendo feito pensando no futuro. "A Lei Pelé vai exigir que os clubes que participam do Brasileiro da Primeira e Segunda Divisões se transformem em empresa, como aconteceu com o Palmeiras, Bahia e o América, de Minas. Portanto, já demos o primeiro passo ao fazer esta parceria com a Goal Company, que vai fazer um levantamento de todo o patrimônio do clube, para depois ser feito o projeto, que será apresentado aos grupos interessados em investir na agremiação para torná-la S/A", disse Josemir.

INTERESSE

O executivo alvirrubro não quis fornecer nomes, mas confirmou que existem três empresas interessadas em investir neste projeto do Náutico.Segundo ele, há mais de dois meses vinha trabalhando para realizar esse projeto, mas somente ontem, firmou a parceria com a Goal Company, que dentro de dez dias iniciará os trabalhos de levantamento da agremiação. Para isso, ele vai montar duas salas, uma para reuniões e outra completamente informatizada, para que o trabalho seja concluído a curto prazo.

Fale conosco diario@dpnet.com.br

MAPA BRASIL ECONOMIA ESPORTES HISTÓRIA HUMOR
INFORMÁTICA INTERIOR MUNDO VEÍCULOS VIAGEM VIDA URBANA VIVER