(Atualizado no dia 8/9/1998)

Onde tirar a habilitação internacional

Quem vai viajar para o exterior e pretende dirigir durante o passeio deve ficar atento porque a habilitação brasileira não é válida em todos os países. Dependendo do destino, a saída é procurar o Touring Club do Brasil e gastar uma quantia extra para providenciar a licença internacional.

Na América Latina, apenas Chile, Bolívia e Peru não aceitam a carteira brasileira. Os demais países não fazem restrições ao documento, por um período de até 90 dias, e alguns chegam até a prolongar esse prazo. Na Argentina, por exemplo, um convênio garante que o brasileiro dirija sossegado em qualquer parte do país. "Ele só precisa portar habilitação e identidade", garante Paulo Nunes, assessor do Consulado da Argentina, no Recife.

Na Europa, a história é outra. Dentro do Reino Unido e em países como Alemanha e Espanha, nem invente de pegar no volante sem a habilitação internacional. França e Itália respeitam o prazo de 90 dias para turistas. Já Portugal aceita a carta brasileira, desde que o visitante tome algumas providências antes de chegar em terras lusitanas.

"Ele vai ter que solicitar um certificado de autenticidade da sua habilitação no Detran e depois reconhecer em cartório a assinatura do funcionário que emitiu o documento", esclarece Otto Ribeiro, auxiliar administrativo do Consulado de Portugal. Detalhe: mesmo depois de todo esse procedimento, o motorista brasileiro só terá o direito de dirigir em Portugal por um período de seis meses.

Nos Estados Unidos, é possível guiar com a habilitação brasileira durante 90 dias, mas se você pensa em locar uma carro na Califórnia não vai conseguir fazê-lo sem apresentar a carteira internacional. O mesmo acontece nas locadoras do Canadá. África do Sul e Egito são outros destinos em que a documentação internacional é indispensável.

Agora, se o que você pretende é dirigir no Japão, desista. Como esse país não faz parte das convenções internacionais que regulamentam as habilitações, não dá para guiar por lá nem mesmo com a carteira internacional. O jeito é encarar uma auto-escola e tentar passar no exame japonês.

SERVIÇO

Para tirar a habilitação internacional no Recife, o motorista deve se dirigir até a sede do Touring Club do Brasil (Av. Antônio de Góes, 218, Pina. Fone: 081-325.3868), levando duas fotos 3x4 recentes mais cópias da identidade e habilitação autenticadas. O serviço custa R$ 75,00, para não-sócios, e R$ 45,00 para associados à organização.


Fale conosco diario@dpnet.com.br

MAPA BRASIL ECONOMIA ESPORTES HISTÓRIA HUMOR
INFORMÁTICA INTERIOR MUNDO VEÍCULOS VIAGEM VIDA URBANA VIVER